Líder da Al-Qaeda morto pelos EUA

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Ayman al-Zawahiri e Osama Bin Laden, membros da Al-Qaeda
Ayman al-Zawahiri e Osama Bin Laden, membros da Al-Qaeda   -   Direitos de autor  AP Photo   -  

O líder da Al-Qaeda foi morto num ataque com drones da CIA. De acordo com as autoridades norte-americanas, esta segunda-feira, Ayman al-Zawahiri encontrava-se no Afeganistão e terá sido eliminado no que o presidente Joe Biden considerou uma "operação de antiterrorismo com sucesso" e "sem baixas civis". 

"A justiça foi feita e este líder terrorista já não existe. Após uma busca incansável por Zawahiri, ao longo de anos, nas presidências de Bush, Obama, e Trump, os nossos serviços secretos localizaram Zawahiri, no início deste ano. Ele tinha-se mudado para o centro de Cabul para se reunir com membros de família chegada. Depois de considerar cuidadosamente as provas claras e convincentes da sua localização, autorizei um ataque de precisão para retirá-lo do campo de batalha de uma vez por todas", afirmou o líder norte-americano.

Ayman al-Zawahiri, médico e cirurgião egípcio, nasceu a 19 de Junho de 1951, no seio de uma família abastada dos subúrbios do Cairo.

Devoto ao islamismo desde criança, abraçou um ramo violento sunita que procurava subjugar a uma dura interpretação do domínio islâmico os governos do Egipto e de outras nações árabes.

Após ajudar a coordenar o 11 de Setembro, al-Zawahri reconstruiu a liderança da Al-Qaeda na fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão e foi líder supremo no Iraque, na Ásia e no Iémen.

Levou a cabo ataques sangrentos em Bali, Mombaça, Riade, Jacarta e Istambul. Mais a ocidente, esteve por trás dos atentados em Madrid, em 2011, e, quatro anos mais tarde, em Londres.