TotalEnergies acusada de cumplicidade em crimes de guerra na Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  euronews
Grupo francês foi acusado por duas associações
Grupo francês foi acusado por duas associações   -   Direitos de autor  Lewis Joly/Copyright 2022 The AP. All rights reserved

Duas associações apresentaram uma queixa contra o grupo francês TotalEnergies por cumplicidade em crimes de guerra. Segundo uma fonte próxima do processo, a queixa foi apresentada na quinta-feira, em Paris, ao procurador nacional antiterrorismo pela associação ucraniana Razom We Stand e pela francesa Darwin Climax Coalition.

O grupo TotalEnergies é acusado de explorar um depósito na Rússia que terá sido usado para fabricar combustível para as aeronaves russas que operam na Ucrânia.

A queixa baseia-se sobretudo na investigação publicada, em agosto, pela ONG Global Witness, que indicava que a TotalEnergies era acionista de 49% da "joint venture" Terneftegaz, que explora o depósito Termokarstovoye na Sibéria. Os restantes 51% pertenciam ao grupo russo Novatek, do qual a TotalEnergies é também acionista, com cerca de 19%.

No mês de setembro a gigante francesa anunciou ter finalizado a venda dos 49% que detinha na Terneftegaz à Novatek.