Última hora

"O Dubai acolhe todo um ecossistema de arte"

"O Dubai acolhe todo um ecossistema de arte"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

De exposições contemporâneas a galerias de arte, o Dubai tem uma vibrante cena artística e acolhe a maior feira internacional do mundo: a Art Dubai.

De acordo com Pablo del Val, diretor artístico da feira, "nos últimos anos, a cena artística cresceu muito. E este é um momento no ano em que a comunidade internacional se muda para o Dubai para fazer parte deste incrível projeto".

Este é um dos pontos altos do calendário cultural. Obras de 42 países e de cerca de 500 artistas são aqui apresentadas numa partilha de perspectivas e ideias.

"Estar aqui é muito importante para mim, porque esta é a primeira vez que saio da Europa para um projeto como este. É ótimo uma galeria apostar num único artista, porque assim temos oportunidade de mostrar o nosso trabalho", conta Francisco Olivares Díaz, ou FOD, como é conhecido o artista espanhol.

Michele Ciacciofera também é artista, vem de Itália e considera que "existe um ponto de vista diferente para o meio artístico europeu ou americano. As pessoas aqui estão muito mais interessadas na arte a nível global, não apenas na região do Médio Oriente".

"O Dubai faz parte da plataforma internacional de uma maneira muito importante. Acho que o país tem a estrutura certa para atingir um patamar superior", acrescenta o diretor artístico.

Um pouco mais abaixo, em Al Quoz, a Avenida Alserkal é um dos centros de arte mais interessantes da cidade. Outrora um bairro de armazéns equecido, é agora o lar de talentos locais, incluindo escultores e pintores que expõem lado a lado em galerias espaços efémeros.

"A Avenida Alserkal é, a nível pessoal, como uma família para nós. A realização de exposições mundiais, bem como a programação com exposições, eventos e residências, dão ao Dubai um destaque nunca antes visto", revela Shireen Atassi, diretora da Fundação Atassi para as Artes e Cultura.

Da Avenida Alserkal passamos ao centro Art Jameel. Um espaço criativo considerado um fator de mudança para a comunidade artística local. É a primeira instituição cívica, sem fins lucrtaivos e não-governamental.

Para o sultão Sooud Al Qassemi, um comentador cultural, "o Dubai acolhe todo um ecossistema de arte. Tanto em residências, como em comissões, há estúdios de artistas e agora temos a abertura de instituições de arte como o Art Jameel, onde estamos agora".

O Dubai tem-se revelado uma das cidades mais cosmopolitas do mundo e um portal de encontro entre o oriente e o ocidente, nos últimos tempos, afirma-se também como um centro para a comunidade artística global.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.