Última hora
euronews_icons_loading
Mar Negro contra líder de Hong Kong

Dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas de Hong Kong no domingo (16 de junho), vestidas de negro. Elas exigiram a demissão da líder do Executivo da cidade, Carrie Lam, um dia depois de ela ter suspendido um projeto de lei de extradição para a China continental, após os protestos mais violentos em décadas.

Alguns manifestantes carregaram cravos brancos, em sina de paz, para evitar uma repetição da violência que abalou o centro financeiro, na quarta-feira, quando a polícia disparou balas de borracha e recorreu a gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes.

Jovens e idosos formaram um mar negro nas ruas, calçadas e estacões de de comboios, no centro financeiro de Hong Kong.