Última hora

PMEs, as empresas de sucesso no Dubai

PMEs, as empresas de sucesso no Dubai
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 90% das empresas que operam no Dubai são PMEs, pequenas e médias empresas. São a espinha dorsal da economia dos Emirados Árabes Unidos. De acordo com o ministério da Economia do país, as PMEs são um dos mais importantes condutores estratégicos de apoio aos setores de produção.

A Euronews foi ao Step Conference, o maior encontro de PMEs no Oriente Médio. Abriga alguns dos melhores empreendedores, criativos e entusiastas digitais com mais de 250 apresentações de startups.

O desenvolvimento económico é explicado por Fadi Ghandoor, presidente do Grupo Wamda.

“O Dubai destacou-se porque percebemos como tudo funcionava. O Dubai pensa estrategicamente e sabe que quer atrair startups, então, o governo moveu-se nessa direção e fez com que tudo resultasse.", admite Fadi Ghandoor. "As outras cidades precisam de aprender connosco. É um processo de decisão. Há uma visão e, basicamente, prometemos algo e entregamos, daí as pessoas nos procurarem.", concluiu.

Fadi Ghandoor, "Wamda Group"

As startups mais jovens compõem quase metade das empresas no Dubai, o que ajudou a cidade a estabelecer-se como um centro internacional de empreendedorismo.

Ricky Mearns, co-fundador da NorthStart, uma empresa de recrutamento criada para aumentar os níveis de inclusão para pessoas com deficiências na aprendizagem, por todo o Médio Oriente, dá formações e orientação sobre colocações na área profissional, através de sessões em conjunto com o iCademy Middle East.

"Não há outras organizações no Dubai a fazer este tipo de trabalho. O meu CV é a inclusão em todos os setores, comunidades e educação.", conta Ricky Mearns, co-fundador da Northestart.

Outra PME com sucesso no dubai é a Aquabrade. Criada por um pediatra britânico, tem como produto rei o _Finbands by Aquabrade,_auxílios de flutuação para crianças que estão a aprender a nadar. A empresa acaba de fazer o primeiro grande negócio com o Jumeirah Water Parks.

Amanda Gordon da Aquabrade.

Amanda Gordon, parceiro fundador da empresa, diz que a diferença da Aquabrade para as outras PMEs é terem tido sucesso sem grandes investidores.

"Acho que o que nos torna diferentes como empreendedores é que fizemos tudo desde o início. Não temos grandes investidores, não temos empréstimos atrasados, não fizemos nada que qualquer outra pequena empresa esteja a fazer.", contou Amanda Gordon à Euronews.

O Governo do Dubai anunciou recentemente um conjunto de medidas para estimular as PMEs. Isso inclui pagar aos empresários dentro de 30 dias em vez de 90, ajudando-os a continuar o caminho nesta movimentada cidade comercial.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.