A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Huda Kattan, uma self-made woman de sucesso internacional

Huda Kattan, uma self-made woman de sucesso internacional
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É uma self-made woman de sucesso internacional na indústria da beleza gerando milhões de euros. Huda Kattan estabeleceu-se no Dubai e é uma das influencers de maior sucesso nas redes sociais à escala mundial, com mais de 37 milhões de seguidores. Em entrevista à Euronews falou da família, da carreira e dos desafios que enfrenta.

Jane Witherspoon, euronews - Tem novos escritórios. Pode fazer-nos uma visita guiada?

Huda Kattan, empresária - Crescemos. Estamos a recrutar pessoas.

Jane Witherspoon, euronews - O negócio está a correr bem então?

Huda Kattan, empresária - Sim, está a correr muito bem.

Jane Witherspoon, euronews - Alguma vez pensou em ter um império mundial de beleza que corresse tão bem?

Huda Kattan, empresária - Penso que quando começamos não sabemos realmente no que nos estamos a meter. Sentimos um grande afeto e muita esperança em relação ao que estamos a fazer, para se tornar algo grande. Estabelecemos objetivos e depois de os atingir é tempo de estabelecer novos objetivos. Por isso tentamos sempre progredir.

Jane Witherspoon, euronews - Conte-me a história da sua família e explique-me como tudo começou.

Huda Kattan, empresária - Quer mesmo ouvir tudo?

Jane Witherspoon, euronews - Pode ser um programa longo.

Huda Kattan, empresária - O meu pai e a minha mãe emigraram do Iraque e foram para os EUA à procura de melhores oportunidades. O meu pai era professor e movíamo-nos muito por causa disso. Foi um pouco difícil. Não me recordo de ter tido uma infância necessariamente fantástica. Foi sempre uma luta quando o meu pai estava a estudar e a tentar fazer face às despesas. Lutei contra alguns problemas de integração. Era um ambiente difícil. Penso que me ajudou a construir as bases mas também me tornou mais robusta. Foi uma luta quando passei por tudo isso, mas não me tornou num tubarão. Sou uma mulher de negócios mas só me tornei mais dura nos negócios. Por vezes, sinto que já não há muito que me irrite.

Jane Witherspoon, euronews - Está na lista da revista Forbes das empreendedoras femininas de maior sucesso ao lado de nomes como Beyoncé e Oprah Winfrey. Está em boa companhia.

Huda Kattan, empresária - São os meus dois modelos de inspiração. Foi uma grande honra integrar essa lista. Por vezes trabalhamos arduamente e nem sempre procuramos reconhecimento e de repente sentimos que as pessoas nos estão realmente a reconhecer.

Jane Witherspoon, euronews - Qual foi o maior desafio em termos de desenho de um conceito de negócio e de conduzir depois a marca ao sucesso que tem atualmente?

Huda Kattan, empresária - É como um presente e uma maldição. Quando comecei, a indústria da beleza era muito atrativa. Era uma coisa boa porque era o momento certo. Mas também era desafiante porque toda a gente tentava jogar. Toda a gente quer fazer parte do mundo da beleza mas algumas pessoas fazem mesmo parte. Estou genuinamente obcecada em encontrar dicas e técnicas para ficar mais bonita porque sempre quis parecer bem. Quando brinco com a maquilhagem sinto-me como se ainda estivesse na minha infância, experimentando coisas e tentando encontrar formas de ser mais bonita, partilhando com o mundo.

Jane Witherspoon, euronews - Se pudesse dar a si mesma um conselho quando era mais jovem, qual seria?

Huda Kattan, empresária - Penso que diria que não é possível satisfazer toda a gente. Sempre pensei: para quê concentrar-me em pessoas que talvez não gostem de mim e para quê preocupar-me com a opinião delas, ou em relação à opinião que possam ter. Depois há as pessoas que gostam de mim e penso no que pensam de mim. É difícil. Por que é que nos preocupamos tanto com o que as outras pessoas pensam? É da natureza humana.

Jane Witherspoon, euronews - Até que ponto é importante para si ser vista como uma mulher forte, que inspira outras mulheres? Há muitas meninas que olham para si.

Huda Kattan, empresária - Obrigado. Levo isso muito a sério. Mesmo nas redes sociais existe uma grande responsabilidade. Quando entrámos neste negócio e começámos a ter algum sucesso quase perdi a motivação porque pensava que não sabia. Comecei a pensar na razão de estar a fazer tudo isto. Comecei a pensar que estava a fazê-lo pela minha filha e pelas pessoas da próxima geração. Não necessariamente os Millenials mas a geração Alpha até aos 10 anos. Estou a pensar em pessoas assim. Preocupa-me o mundo em que irão crescer por causa das redes sociais. Posso dizer que temos uma grande pressão e somos inundados de conteúdo. Somos continuamente estimulados. Penso muito nisso.

Jane Witherspoon, euronews - Como mãe trabalhadora, enfrenta muitos desafios. Sente a pressão?

Huda Kattan, empresária - Sim. Penso sempre na minha filha a cada passo. Nunca quis ser mãe, mas quando tive uma filha as coisas tornaram-se mais sérias. Pergunto-lhe muitas vezes se quer que seja apenas a sua mãe? Se quer que abandone o meu trabalho para me dedicar a ela? Ela disse não. Respondeu que queria que fosse Huda beauty e que estava bem. Levo isso muito a sério. Percebo que ela olha para o que eu faço e que pensa nas mulheres de uma forma muito diferente da que pensávamos quando estávamos a crescer, numa altura em que feminista era uma palavra má. Ela considera a palavra positiva. É um mundo muito diferente do que ela está a vivenciar. Quero que seja um mundo realmente fantástico, em que as pessoas estão contacto.

Jane Witherspoon, euronews - A sua irmã Mona também faz parte do negócio e os seus empregados são a extensão da família. Isso é obviamente importante para si. Como é trabalhar com uma irmã? Porque eu lutaria com a minha.

Huda Kattan, empresária - Sim, lutamos. É desafiante porque muitas vezes dizemos coisas à família que nunca diríamos a outras pessoas.

Jane Witherspoon, euronews - Exatamente.

Huda Kattan, empresária - Existem barreiras que foram cruzadas. Percorremos há bastante tempo este caminho em conjunto. Por isso, aprendemos a assimilar as coisas e a trabalhar em conjunto. Todas as pessoas têm um estilo com o qual é preciso familiarizar-nos. Haverá momentos em que quereremos ajustar-nos e outros em que não mas no fim de contas todos trabalhamos para um objetivo e tentamos sempre aproveitar o melhor uns dos outros.

Jane Witherspoon, euronews - Que importância teve o Dubai quando se estabeleceu aqui e qual o impacto no negócio?

Jane Witherspoon, euronews - Penso que não teríamos conseguido o que conseguimos se o tivéssemos feito nos EUA. A visão do xeque Mohammed, a capacidade de pensar sem limites, inspirou-me bastante quando estava a começar. O Dubai é um lugar novo. Os Emirados Árabes Unidos são novos. Têm 40 anos. Diga-me que país está assim em 40 anos. É desafiante quando as pessoas se mudam para cá. Precisam de encontrar uma forma de assimilar tudo. Eu nunca quero partir.

Jane Witherspoon, euronews - Alguma vez se beliscou para ver se era verdade?

Jane Witherspoon, euronews - Penso que todos os dias o faço um pouco. Estou muito grata pelas minhas equipas e por isso é fantástico trabalhar com elas. Estou grata pelas pessoas maravilhosas que tenho ao meu redor porque também é bastante inspirador.

Jane Witherspoon, euronews - Quem ou o que é que a mantém de pés assentes na terra. A família é obviamente importante.

Jane Witherspoon, euronews - A minha filha. É muito terra-a-terra. É muito simples. Não tem grandes preocupações. Só quer brincar com Barbies ou fazer esparguete colorido. Quando vou para casa e estou com ela enche-me a alma.

Jane Witherspoon, euronews - O que é que o futuro reserva a Huda Kattan?

Jane Witherspoon, euronews - Não somos só uma marca de beleza. Estamos aqui para construir um espaço no setor da beleza com todas as outras marcas. Mas queremos estar na linha-da-frente. Queremos tornar esse espaço confortável e fazer com que as pessoas se sintam fortalecidas por causa da beleza.