A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

O futuro do Dubai está a uma app de distância

O futuro do Dubai está a uma app de distância
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As aplicações são um grande negócio. As assinaturas continuam a crescer em fluxos de receita consideráveis ​​para quem as cria.

Houve 194 mil milhões de downloads de apps em todo o mundo, no ano passado, e os consumidores gastaram mais de 90 mil milhões de euros neste negócio.

O WhatsApp, Facebook Messenger e o próprio Facebook são os mais usados, mas há muita oferta no mercado.

O Dubai é uma cidade que está a adotar a tecnologia móvel e a redefinir modelos de negócio para o futuro.

Apps para tudo

Uma das aplicações mais recentes no mercado do Dubai é o Dubz, um aplicativo de viagens para fora do aeroporto. Permite fazer o check-in da bagagem no conforto do hotel ou até mesmo em casa.

Depois de reservar o serviço, um membro da equipa vai até ao endereço que marcou. Verificam o passaporte, pesam e etiquetam a bagagem antes de emitir um cartão de embarque. A equipa leva a mala para o aeroporto e, depois, só a vê no destino.

Omar Abou Faraj, chefe-executivo e cofundador da Dubz, diz que as apps estão cada vez mais a tornar-se fundamentais para a economia.

"O facto de agora podermos levar o aeroporto até à casa dos clientes, exige um certo nível de tecnologia que não seria possível antigamente.”, conta.

Outra aplicação inovadora é o CAFU, um serviço de entrega de combustível que enche o depósito de qualquer veículo, onde quer que esteja. É só escolher o local onde ficou sem combustível e a aplicação trata de tudo.

Antonio al-Asmar, gerente da CAFU, explica: “Não há como uma economia avançar e progredir a menos que ingressemos na era digital. Portanto, as aplicações mudaram a maneira como vivemos.”

A cidade numa aplicação

O governo do Dubai decidiu criar uma aplicação inteligente chamada Dubai Now. Oferece mais de 50 serviços inteligentes de 22 departamentos governamentais.

Hessa Alblosshi, diretora de serviços inteligentes da Smart Dubai, diz que ter uma plataforma unificada veio transformar a cidade.

"A partir do momento em que qualquer cidade esteja a transformar-se para a era digital, deveria haver uma aplicação que unisse tudo para os cidadãos interagirem com a cidade, ou pelo menos terem uma plataforma em vez de terem muitas outras.", conta Hessa Alblosshi.

"Construir todas estas pequenas aplicações custa muito ao governo. Portanto, ter apenas uma plataforma para todos os serviços públicos ou para os serviços da cidade, reduz o custo ao governo.”, conclui.