Última hora

Nos arredores da cidade mais setentrional da Suécia, com a temperatura bem abaixo de zero, tem vindo a tomar forma uma maravilha artística.

O Kiruna Ice Hotel é uma atração gelada, construída a partir da neve e do gelo, no topo do mundo, todos os invernos, há três décadas.

Detalhes delicados como os lustres são feitos inteiramente de gelo, retirado de um rio congelado nas proximidades.

Ao todo, são 15 suítes, criadas individualmente aqui, por equipas de escultores e diversos outros artistas vindos de todo o mundo.

Dos 126 candidatos, foram selecionados para trabalhar no hotel de gelo, este ano, 31 artistas, vindos de países como os Estados Unidos, a Austrália ou o Japão.

O gelo que serve de material de construção é extraído do rio em grandes blocos no final de março ou início de abril, quando o gelo obtém a maior espessura do rio congelado. Os blocos são depois armazenados até à construção.

Para além da construção dos edifícios, o gelo serve também para o mobiliário. Com ele se fazem mesas, cadeiras, taças, pratos, flutes de champanhe, copos de uísque e tudo o que a imaginação pedir.

Um quarto no Kiruna Ice Hotel lhe custa, pelo menos, 540 euros. O interesse global pelo hotel de gelo faz com que esteja totalmente reservado muito antes de abrir, todos os anos. Os interessados devem candidatar-se cedo se quiserem passar aqui uma noite.

Quem não conseguir passar a noite, pode sempre visitar os quartos e desfrutar da magnifica paisagem natural em que o hotel está inserido.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.