Última hora
This content is not available in your region

Luvas biónicas devolvem paixão pelo piano a maestro brasileiro

euronews_icons_loading
Luvas biónicas devolvem paixão pelo piano a maestro brasileiro
Direitos de autor  .
Tamanho do texto Aa Aa

João Carlos Martins, pianista e maestro brasileiro, com raízes portuguesas e mundialmente reconhecido, viu ao longo dos anos deteriorar-se a faculdade de mover os dedos, devido a acidentes e incidentes vários.

No ano passado, e quando tocava já apenas com dois dedos, anunciou a sua despedida mas a vida trocou-lhe as voltas.

Aos 79 anos, e depois de, em 2003, os médicos lhe terem dito que não voltaria a tocar e de ter decidido ser maestro, um jovem criador devolveu-lhe o dom que perdera.

João Carlos Martins, que realizou mais de dois mil concertos como pianista e gravou a obra completa de Bach, viu renascer o sonho com um par de luvas biónicas feitas para tocar. Um milagre da tecnologia, possivel graças a Ubirata Costa, um designer industrial e por apenas 150 euros.

A tecnologia ajuda mas a recuperação leva tempo, antigamente tocava 21 notas por segundo, agora leva 21 segundos para tocar uma nota, como o próprio diz. A paciência e a força encontra-se no facto de ser a primeira vez, em 22 anos, que coloca os dez dedos num teclado de piano.

É cedo para falar do futuro mas João Carlos Martins sonha voltar a gravar e regressar aos palcos porque o piano é a sua vida.