Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Polónia aposta no "bom apoio" a idosos

euronews_icons_loading
Covid-19: Polónia aposta no "bom apoio" a idosos
Direitos de autor 
Tamanho do texto Aa Aa

Em Walz, no noroeste da Polónia, uma aplicação para telemóveis de prestação de cuidados às comunidades está a ser adaptada à nova crise do coronavírus.

Desde Abril, todos são obrigados a usar máscara nos espaços públicos. Para quem tem dificuldade em sair de casa, a nova aplicação oferece a oportunidade de encomendar uma máscara e outros bens essenciais. E para tal, basta apenas pressionar meia dúzia de botões.

A tecnologia faz parte do programa "_The Good Support_* (em português "o bom apoio), um projeto europeu de assistência social financiado pelo Fundo de Coesão da União Europeia.

Entre os utilizadores encontra-se Irena Szperkowska, que estás prestes a receber uma encomenda. "Este apoio é muito importante, especialmente para as pessoas idosas. Porque, em primeiro lugar, têm medo de sair e de andar na rua, devido ao pânico geral. E depois têm medo de serem infetados".

O orçamento total do programa "The Good Support" é de 2,2 milhões de euros, dos quais 85% são financiados pela política de coesão europeia. Neste projeto, criado na região da Pomerânia Ocidental, a aplicação é atualmente utilizada por 300 pessoas dependentes, 300 prestadores de cuidados e cerca de 100 voluntários.

O programa "The Good Support" conta com uma coordenação, prestadores de cuidados, famílias e vizinhos. O objetivo é responder muito rapidamente a necessidades urgentes, mobilizando recursos comunitários e a ajuda ao próximo.

Em Wałcz, durante a crise, a coordenação está nas mãos da autarquia. Antes, o projeto respondia sobretudo a uma procura de psicólogos, advogados e fisioterapeutas, mas acabou por se adaptar às necessidades que surgiram com a covid-19. Tudo é gerido em tempo real, de acordo com a geolocalização dos voluntários e das pessoas idosas ou em dificuldades.

Monika Turowska, coordenadora do programa no município, salienta a visão geral que passou a ter da comunidade. "A plataforma é realmente fácil de criar, só tenho de introduzir os nomes dos beneficiários, de quem vai tomar conta deles e de lhes atribuir tarefas", afirma.

Neste momento, as máscaras são um dos pedidos mais comuns. Produzidas no centro de atividades profissionais da cidade, são entregues no gabinete local de apoio à economia social. Cabe a cerca de cem voluntários, como Maciej Markowski, embalá-las e distribuí-las. Hoje os dias passam entre um olho na bicicleta e o outro na "aplicação".

"Na aplicação móvel recebo uma mensagem de um cidadão idoso, ou de alguém que vive sozinho e precisa de ajuda. Com base no pedido, entregamos comida, levamos cães a passear, levamos o lixo para fora, ou apenas conversamos ao telefone", conta o voluntário.

Durante a pandemia, o uso da aplicação vai ser gratuito. Apesar de ter sido desenvolvida apenas em inglês e espanhol, Irena usa a tecnologia em Wałcz. Em breve, garante o The Good Support, o programa vai estar disponível em outros países.