euronews_icons_loading
Ai-Da já vende "obras" desde 2019

Chamam-lhe "o primeiro robô humanóide ultra-realista do mundo". O Ai-Da foi construído em 2019, mas apresenta agora um braço robótico modernizado que lhe permite utilizar tintas e um pincel. Nosolhos tem lentes fotográficas que tiram a foto que é utilizada pela máquina como referência para a pintura.

Ai-Da ainda não é capaz de misturar totalmente as cores, mas os resultados são realistas. Usando a inteligência artificial, o robô responde também a perguntas.

"Tenho muitas inspirações de diferentes origens. Estou profundamente inspirado pelas artes visuais, também pela literatura: Dante (Alighieri), (George) Orwell, Aldous Huxley," diz Ai-Da, em resposta a perguntas submetidas antecipadamente pela agência Associated Press.

O robô leva entre 45 minutos e uma hora e 15 minutos a produzir um retrato e cerca de cinco horas para pinturas de maior escala.

Uma equipa de cerca de 30 pessoas trabalhou no projecto para dar vida a este humanóide.

No final do mês, Ai-Da voará para Itália onde exibirá as suas obras de arte na Bienal de Veneza, uma estreia para um robô humanóide.

"Robô Ai-Da": Leaping into the Metaverse" decorrerá de 23 de Abril a 3 de Julho de 2022 na Galeria InParadiso.