This content is not available in your region

Expo 2020 abre portas no Dubai para "ligar mentes e criar o futuro"

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Expo 2020 abre portas no Dubai para "ligar mentes e criar o futuro"
Direitos de autor  euronews   -   Credit: Dubai
Tamanho do texto Aa Aa

Oito meses após a data inicialmente prevista, a Expo 2020 no Dubai abriu portas sob o lema “Ligar Mentes, Criar o Futuro”.

A Expo 2020 no Dubai é a trigésima quinta feira mundial dos últimos 170 anos e o maior evento global desde o início da pandemia.Conta com a participação de 192 países. São esperados mais de 25 milhões de visitantes nos próximos seis meses.

As exposições giram em torno de três grandes temas: a sustentabilidade, a mobilidade e as oportunidades. Muitos eventos deverão ser transmitidos em direto pela internet, mas a Expo 2020 ambiciona tirar partido da diminuição das restrições ao nível das viagens e ultrapassar o número de visitantes da Expo Milão.

“É um evento muito importante que foi muito afetado pela Covid. É muito importante, porque, no fim de contas, é o primeiro verdadeiro encontro da humanidade em presença, e não digitalmente, nem por meio da televisão. Vai ser, já está a ser, um encontro físico de pessoas de países diferentes. Isso significa que começámos a deixar de ter medo, estamos prontos para viajar, para visitar, experimentar e partilhar experiências com outras pessoas”, disse à euronews Carmen Bueno, Comissária Geral Adjunta, do Pavilhão de Espanha.

Primeira feira mundial no Médio Oriente

As exposições mundiais são lugares de eleição para promover o comércio e fortalecer as relações diplomáticas.

"Na nossa exposição, as pessoas podem ver o que a Alemanha representa ao nível das inovações e da tecnologia, mas também ao nível da cultura. Temos um laboratório de cultura no centro do pavilhão que mostra dança, desportos e música. Mostramos muito mais coisas do país aqui do que em qualquer outro tipo de evento promocional", afirmou Annika Belisle, responsável de Comunicação do Pavilhão Alemão.

A Expo 2020 é a primeira feira mundial na região do Médio Oriente, Sul da Ásia e África. O evento tem como ambição reunir a comunidade internacional para evocar desafios globais como as alterações climáticas, os conflitos e o crescimento económico.

Emirados Árabes Unidos celebram 50 anos

Os Emirados Árabes Unidos anunciaram um plano para lançar 50 novas iniciativas para tornar o país mais atrativo do ponto de vista económico e captar 126 mil milhões de euros em investimento estrangeiro direto nos próximos nove anos.

A iniciativa intitulada _Ten by Ten v_isa aumentar as exportações dos Emirados Árabes Unidos em dez por cento ao ano em dez mercados internacionais. Um dos projetos inclui o investimento em tecnologia, a criação de vistos para empresários e trabalhadores contratados e uma alteração das regras migratórias para facilitar a vinda de familiares, com o objetivo de reter os residentes.

Os Emirados Árabes Unidos e o Emirates Development Bank prevêm investir 1,1 mil milhões de euros nas tecnologias industriais e no setor da alta tecnologia.

"O EDB está aqui para ajudar, como parceiro financeiro de alguns projetos. Há duas iniciativas principais em que estamos a trabalhar. Cinco mil milhões de dirhams serão injetados no mercado para o financiamento das Pequenas e Mëdias Empresas (PME) nos próximos cinco anos até 2025. Estamos a falar de PME nacionais dos Emirados Árabes Unidos. Queremos também agir ao nível da segurança alimentar, da indústria, da saúde e das infraestruturas", afirmou Ahmed Mohamed Al Naqbi, presidente do Emirates Development Bank.

Uma nova lei dos dados pessoais

O Ministro de Estado da Inteligência Artificial, da Economia Digital e do teletrabalho anunciou uma nova lei relativo aos dados pessoais.

“Queremos proporcionar um grande incentivo à economia digital e às empresas da economia digital para que venham para os Emirados Árabes Unidos e para que se fixem nos Emirados Árabes Unidos. Também queríamos encontrar um equilíbrio ao nível das questões da privacidade e dos indivíduos que se preocupam com as liberdades e com a privacidade de cada um. Mas também queremos que o setor privado possa florescer e fixar-se nos Emirados Árabes Unidos. Sabemos que o campo da economia digital está em constante mudança. Há novas tendências, por isso, não pretendemos estar sempre na vanguarda, mas, queremos fazer um esforço contínuo para nos tornarmos líderes na área espacial”, sublinhou Omar Sultan Al Olama, Ministro de Estado da Inteligência Artificial dos Emirados Árabes Unidos.