Última hora

Em leitura:

Grupo de migrantes resgatado pelas autoridades italianas só integrava um sírio

mundo

Grupo de migrantes resgatado pelas autoridades italianas só integrava um sírio

Publicidade

Mais de 300 migrantes e refugiados resgatados pela Guarda Costeira italiana chegaram esta sexta-feira à Sicília. Inicialmente, as autoridades pensaram que a maioria era síria, mas acabaram por verificar depois que afinal a maior parte vinha do Egito, da Somália e do Sudão. Segundo a Organização Internacional para as Migrações, havia apenas um sírio.

Este foi o primeiro grupo a chegar a Itália dos 800 migrantes resgatados quinta-feira, depois de um avião italiano ter detetado duas embarcações em dificuldades no Mar Mediterrâneo.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados confirmou que os barcos partiram do Egito e não da Líbia, que é eventualmente o ponto de partida que os traficantes de pessoas utilizam para transportar pessoas do norte de África para a Europa.

Durante o resgate, a Guarda Costeira italiana teve de transportar de helicóptero uma migrante grávida de nove meses para o hospital.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte