Última hora

Em leitura:

Itália na linha da frente da crise de migrantes

mundo

Itália na linha da frente da crise de migrantes

Publicidade

Mais de 1.000 migrantes chegaram a Itália nos últimos 3 dias.

Só esta sexta-feira, mais de 600 pessoas foram resgatadas perto da costa líbia.

Entretanto, a Marinha italiana divulgou um vídeo do resgate de 370 migrantes no Mar Mediterrâneo, na quinta-feira, que posteriormente foram conduzidos à cidade de Messina, na Sicília.

As imagens mostram o momento em que as pessoas são transferidas de uma embarcação, mais pequena, para um navio da guarda costeira italiana.

A Itália continua na linha da frente de uma crise de migrantes que já vai no terceiro ano, onde mais de 400.000 chegaram de barco desde o início de 2014.

Roma multiplica as iniciativas para melhorar o seu plano“Migartion Compact”, para conter o fluxo de migrantes económicos.

Esta semana o Governo italiano e a Organização Internacional para as Migrações (OIM) lançaram uma campanha de comunicação destinada a quinze países da África Ocidental e do Norte para alertar os migrantes sobre os perigos da viagem.

A Organização Internacional para as Migrações revelou, que, só este ano, mais de 3.000 pessoas morreram ao tentar atravessar o Mediterrâneo; o que se traduz num aumento de quase 60 % em relação ao período homólogo do ano anterior.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte