Última hora

Em leitura:

Brasil: Senado destitui Roussell sem lhe retirar direitos políticos

mundo

Brasil: Senado destitui Roussell sem lhe retirar direitos políticos

Publicidade

Dilma Rousseff perdeu definitivamente a presidência do Brasil, mas não é impedida de exercer cargos públicos.

O Senado validou a destituição de Rousseff, com os votos favoráveis de 61 senadores; apenas 20 votaram contra.

Mas a chefe de Estado destituída mantém os direitos políticos. O presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, tinha aceite a separação das duas questões, o que originou uma segunda votação favorável a Rousseff já que, com apenas 42 votos a favor – menos do que os dois terços dos 81 deputados exigidos -, significa que a ex-presidente se mantêm habilitada a desempenhar funções públicas.

Na sequência da destituição de Rousseff, o chefe de Estado interino Michel Temer assume definitivamente hoje a presidência do Brasil.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte