Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Epidemia de cólera ameaça Iraque

Epidemia de cólera ameaça Iraque
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma epidemia de cólera ameaça milhares de pessoas no Iraque.

A falta de água potável aliada à crescente poluição e salinização dos reservatórios levaram já mais de 17 mil pessoas ao hospital, na região de Baçorá, no sudeste do país.

A província é rica em recursos energéticos sendo, por isso, densamente povoada. Os conflitos que se abateram sobre o país danificaram o ecossistema e as infraestruturas.

A seca que se faz sentir leva as autoridades locais de saúde a alertar para uma eventual epidemia.

"As condições ideais para a cólera são água salgada, baixa concentração de cloro e baixas temperaturas. No final de setembro ou outubro, quando a temperatura cai abaixo dos 40 graus, as condições são favoráveis para uma epidemia de cólera", avisa o chefe da Direção de Saúde de Baçorá, Ryad Adbel Amir.

Baçorá é banhada pelo rio Xatalárabe, formado pela confluência do Tigre com o Eufrates que, nos últimos 15 anos, têm sido envenenados pelas águas residuais do país de 38 milhões de habitantes.

O Conselho Governamental para os direitos Humanos do Iraque pretende que a província seja declarada zona de desastre para que possa beneficiar de fundos especiais e de água doce de reservatórios a montante.