Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Edvard Munch, um artista para lá de "O Grito"

Edvard Munch, um artista para lá de "O Grito"
Direitos de autor
REUTERS/Peter Nicholls
Tamanho do texto Aa Aa

A maior exposição de trabalhos de Edvard Munch em 45 anos, no Reino Unido, reúne no Museu Britânico de Londres obras que mostram o lado menos conhecido do pintor norueguês.

As técnicas de impressão e os medos internos do autor da famosa pintura expressionista "O Grito" são explorados ao máximo.

"Certamente muitas pessoas conhecem 'O Grito", mas sabem muito pouco acerca do artista, da sociedade e da cultura de onde ele veio, onde trabalhou, as viagens que fez. O fato de se associar intimamente com sociedades cultas e as comunidades de Berlim e Paris, onde aprendeu a fazer estas impressões incríveis", explica Giulia Bartrum, curadora da exposição.

A exposição "Munch: amor e angústia" poderá ser visitada até 21 de julho no Museu Britânico de Londres.