Última hora
This content is not available in your region

Ecofin "relaxa" regras orçamentais

euronews_icons_loading
Ecofin "relaxa" regras orçamentais
Direitos de autor  AP Photo/Jean-Francois Badias
Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros das Finanças da União Europeia aceitaram relaxar as regras orçamentais. O Ecofin entendeu que estão reunidas as condições para acionar uma cláusula que permite aos governos gastar mais quando existe uma contração económica severa na zona euro ou na união.

"O que estamos a fazer agora e a planificar é totalmente proporcional à escala do desafio. Vamos apresentar um orçamento adicional ao Bundestag esta semana. O Conselho de Ministros aprovou este orçamento, no valor de 156 mil milhões de euros", anunciou o ministro alemão das Finanças, Olaf Scholz.

A Alemanha não vai dar assim seguimento a seis anos de orçamentos equilibrados. Além dos 156 mil milhões de euros, haverá mais 100 mil milhões para um fundo de estabilidade económica, que se pode traduzir em participações diretas em empresas, e outros 100 mil milhões para créditos ao banco público de fomento, de forma a apoiar empresas em dificuldades.

As pequenas empresas e os trabalhadores independentes devem receber ajudas de até 15 mil euros cada durante três meses.

O Fundo Monetário Internacional avisou esta segunda-feira que a recessão provocada pela pandemia será tão má como a da crise financeira de 2008 ou mesmo pior.