This content is not available in your region

Dubai quer criar chuva contra escassez de água

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Dubai quer criar chuva contra escassez de água
Direitos de autor  euronews   -   Credit: Dubai

Localizado numa das regiões mais áridas do mundo e com a população a aumentar, também o Dubai se vê perante o desafio de encontrar e garantir o abastecimento de água potável. Sem chuva durante grande parte do ano, a região decidiu ela própria fazer chover e está a desenvolver tecnologia para semear nuvens

O que significa semear nuvens?

A técnica consiste em modificar o clima, de forma a melhorar a capacidade de produção de chuva de uma nuvem.

Antes de um avião chegar aos céus, os meteorologistas devem selecionar a nuvem correta para semear. O processo só funcionará em nuvens cumulus devido à sua formação interna ascendente. Os pilotos posicionam os aviões na parte debaixo das nuvens e lançam projéteis carregados com partículas de sal higroscópico.

À medida que as partículas de cloreto de sódio e cloreto de potássio sobem para o corpo da nuvem, vão atraindo minúsculas gotículas de água. É da combinação dessas gotículas de água que se formam gotas maiores, que, devido ao seu peso, caem do céu.

Em regiões de fraca precipitação, esta pode ser uma valiosa fonte de água que requer uma utilização mínima de energia. Uma hora a semear nuvens pode pode reverter-se num máximo de 100 mil metros cúbicos de água.

Mais de 50 países em todo o mundo estão atualmente a semear nuvens. Este processo não só é utilizado para aumentar a precipitação, mas também para reduzir o tamanho das pedras de granizo nas regiões mais frias, podendo mitigar drasticamente os danos causados por tempestades de granizo.

Transformar a água do mar em água potável

Em paisagens desérticas com poucos lagos ou rios, os habitantes podem ter no mar - com a ajuda de alguma tecnologia - uma fonte de água potável. Atualmente, mais de 90% do abastecimento de água potável do Dubai é feito com recurso à costa marítima. 

Através do processo de osmose inversa, grandes instalações de dessalinização podem criar água potável em abundância.

Vanesa Fernández Membrillera,da O&M Acciona, uma empresa dedicada à exploração de energias renováveis, considera que uma das razões para este processo ser tão popular na região do Golfo é o facto de "98% da água na Terra vir do mar".

De forma a reduzir o consumo de água em 30% até 2030, o Dubai englobou as empresas de dessalinização na Estratégia Integrada de Gestão de Recursos Hídricos.

Água do ar rarefeito

Na região, explorações aquícolas estão a trabalhar para criar água acessível a todos.

O resultado é possível graças à energia proveniente do sol que permite que painéis hidroelétricos produzam água potável a partir da humidade no ar. 

O processo é possível mesmo em áreas poluídas, pois, como explica Sofia Berglund, Source, uma empresa especializada na reciclagem de água, nos painéis hidroeléctricos "a única coisa que temos na água desde o início, antes da mineralização, é H2O puro. Portanto, não há poluentes, nada pode entrar na água".