This content is not available in your region

O Dubai quer afirmar-se como centro internacional para a indústria dos cruzeiros

euronews_icons_loading
O Dubai quer afirmar-se como centro internacional para a indústria dos cruzeiros
Direitos de autor  euronews   -   Credit: Dubai
De  euronews

O Dubai quer afirmar-se como centro regional e internacional para a indústria de cruzeiros.

Em 2019, a indústria dos cruzeiros contribuiu com mais de 130 mil milhões de euros para a economia global e foi responsável por um milhão e oitocentos mil empregos. No ano anterior à pandemia, os navios de cruzeiro acolheram 30 milhões de passageiros. 

Após um interregno devido à Covid-19, os cruzeiros retomaram as viagens. Mais de meio milhão de turistas de navios de cruzeiro são esperados no Dubai. A cidade acolheu o novo navio MSC Virtuosa no terminal de Port Rashid. 

euronews
Gianni Onorato, diretor executivo da MSC Cruzeiroseuronews

A redução das emissões dos navios de cruzeiro

Com uma capacidade para seis mil passageiros e 1700 tripulantes, o MSC Virtuosa é um dos navios mundiais de grandes dimensões mais sustentáveis e mais sofisticado do ponto de vista técnico.

“O ciclo de vida de um navio é de cerca de 30 anos. Estamos muito empenhados em cumprir os objectivos que estabelecemos, emissões zero até 2050. Temos o dever de progressivamente ter navios com tecnologias que reduzam as emissões”, afirmou Gianni Onorato, diretor executivo da MSC Cruzeiros.

O Porto de cruzeiros do Dubai é o primeiro na região dedicado exclusivamente aos cruzeiros e possui dois terminais. Uma oportunidade para os passageiros e para a tripulação desembarcar de forma segura para explorar a cidade. Com novas infra-estruturas, o Dubai espera aumentar a lista de companhias que integram a cidade e a região do golfo Pérsico nos itinerários dos cruzeiros.