Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

As medidas de austeridade ainda são necessárias?

As medidas de austeridade ainda são necessárias?
Tamanho do texto Aa Aa

Daniel, Maia, Portugal: “Como conseguimos aumentar as medidas de austeridade para evitar uma crise sem sacrificar a classe média e a classe trabalhadora, que é a estrutura da nossa sociedade?”

Daniel Gros, diretor do Centro de Estudos Políticos Europeus (CEPS, Bruxelas): “É uma questão muito importante. Acredito que a austeridade já não é necessária porque o ajuste está quase terminado. Mas claro que, ao longo dos últimos 10 anos e até dos últimos 5 anos, Portugal teve de implementar importantes medidas de austeridade.

Desta forma, uma parte da classe média tem de ser sacrificada. Era inevitável, porque Portugal tem um grande défice externo, estava a viver do dinheiro emprestado do exterior. E isso não podia continuar. Portanto, a crise acabou, mas o verdadeiro trabalho apenas começou e vai demorar mais 5 a 10 anos.

Países como Portugal, Espanha e outros, agora têm de trabalhar para aumentar as exportações. Só aumentando as exportações podem permitir-se um maior consumo e assim aumentar a qualidade de vida e o emprego.

Dez anos para um ajuste tão profundo não é um período muito longo. Não significa que vão ser 10 anos de uma alta taxa de desemprego, mas significa uma década durante a qual o foco principal deve ser a exportação, a competitividade. Isso vai permitir que o desemprego desça, para que o emprego aumente lentamente no início e mais rápido no final”.

Se gostaria de colocar uma questão no U-talk, clique no botão abaixo.