A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Caminhos da floresta" vale nomeação para os óscares para Meryl Streep

"Caminhos da floresta" vale nomeação para os óscares para Meryl Streep
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Graças a “Caminhos da Floresta” Meryl Streep volta a entrar na corrida aos prémios da Academia, com uma nomeação para o óscar de melhor atriz secundária.

O aspeto mais fantástico do trabalho de Stephen Sondheim é o facto de ele não fazer canções só para encher o espetáculo. Em momento algum sentimos que a história é interrompida para ouvir a canção, o que acontece é muitos musicais.

O filme de Rob Marshall é uma abordagem moderna aos contos dos irmãos Grimm. O argumento inspira-se em histórias clássicas como “Cinderela”, “Capuchinho Vermelho” e “João e o Pé de Feijão”.

“É um elenco de sonho. Tive muita sorte. A primeira pessoa que contratei foi Meryl Streep. Eu perguntei-lhe se ela queria o papel e ela disse que sim. É fantástico quando na vida de um realizador um ator de sonho aceita trabalhar connosco. Ela gostou do filme. Para os atores é um luxo trabalhar num musical de Sondheim porque é uma produção muito rica, permite várias interpretações, centra-se nos atores e tem emoção, não é apenas uma canção”, disse o realizador.

Com base nos contos dos irmãos Grimm, Rob Marshal realiza uma história original que envolve uma bruxa, Meryl Streep, e um padeiro, personagem incarnada por James Corden.

“O aspeto mais fantástico do trabalho de Stephen Sondheim é facto de não fazer canções só para encher o espetáculo. Em momento algum sentimos que a história é interrompida para ouvir a canção, o que acontece é muitos musicais. Isso não é necessariamente mau quando se gosta de musicais e eu até aprecio, mas é fantástico quando as canções se desenvolvem a partir dos diálogos e fazem avançar o argumento e a história”, sublinhou o ator.

“Caminhos da Floresta” estreou em Portugal a 1 de janeiro.