Última hora

Última hora

Comissário europeu avalia necessidades da Eslovénia para lidar com refugiados

Em leitura:

Comissário europeu avalia necessidades da Eslovénia para lidar com refugiados

Comissário europeu avalia necessidades da Eslovénia para lidar com refugiados
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 12 mil migrantes, na maioria refugiados, chegaram à Eslovénia nas últimas 24 horas e outros milhares são esperados nos próximos dias.

O país pediu ajuda à União Europeia para lidar com o fluxo massivo de pessoas. O Comissário para a Imigração, Dimitris Avramopoulos, esteve, esta quinta-feira, na Eslovénia, a avaliar as necessidades do país. “A Comissão está ao lado da Eslovénia e estamos prontos a ajudar o país técnica e financeiramente. Estamos prontos a ponderar o envio de equipas de apoio à gestão da imigração para a Eslovénia, se o país precisar delas, para ajudar as autoridades com a gestão dos fluxos migratórios crescentes”, afirmou Avramopoulos.

A ministra do Interior da Eslovénia, Vesna Györkös Žnidar, sublinhou que o país gasta 770 mil euros por dia em ajuda aos refugiados, mas não precisou quanto vai pedir à União Europeia.

“A Eslovénia quer deixar bem claro que a fronteira externa da União Europeia, na Grécia, tem de ser protegida. A Grécia é o país da União Europeia por onde os migrantes estão a entrar, em elevado número e de maneira completamente descontrolada”, disse Žnidar.

Desde sexta-feira, quando a Hungria fechou a fronteira com a Croácia, que a Eslovénia tem sido recebido um fluxo crescente de refugiados.