Última hora
This content is not available in your region

Retrospetiva da obra de Yoko Ono em Lyon

Retrospetiva da obra de Yoko Ono em Lyon
Tamanho do texto Aa Aa

O Museu de Arte Contemporânea de Lyon exibe uma retrospetiva da obra de Yoko Ono. Os primeiros trabalhos conceptuais em exposição datam de 1952, ano em que a artista japonesa se instalou em Nova Iorque.

A artista diz algo fundamental em relação à arte e à sociedade, diz que somos responsáveis. Para mudar as coisas é preciso parar de acusar o outro e assumir a sua própria responsabilidade.

O público pode ver a série de vídeos experimentais que causaram polémica nos anos 60, nomeadamente, o filme nº 4, onde Yoko Ono mostra imagens de nádegas. A retrospetiva inclui as obras realizadas em colaboração com John Lennon, como a campanha pacifista “War is over! if you want it”, de 1969.

“A artista diz algo fundamental em relação à arte e à sociedade, diz que somos responsáveis. Para mudar as coisas é preciso parar de acusar o outro e assumir a sua própria responsabilidade”, frisou Thierry Raspail, diretor do Museu de Arte Contemporânea de Lyon.

A exposição inclui a instalação “Ex It” que reúne cem caixões de madeira, de onde brotam árvores de fruto. Outro trabalho importante: uma série de mais de mil fotografias de olhos de mulheres, acompanhadas por textos que descrevem a violência de que foram alvo.

A retrospetiva dedicada à obra de Yoko Ono intitula-se “Luz da Alvorada” (“Dawn Light”) e pode ser visitada no Museu de Arte Contemporânea de Lyon, em França, até 10 de julho.