A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Deutsche Bank e debate presidencial norte-americano penalizam bolsas

Deutsche Bank e debate presidencial norte-americano penalizam bolsas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Início de semana difícil para as bolsas europeias. Os índices do Velho Continente estão em forte queda, penalizadas pelos títulos energéticos e bancários, a começar pelo Deutsche Bank.

Esta segunda-feira, os títulos do maior banco alemão atingiram mínimos de 24 anos.

No fim de semana, a revista Focus, com base em fontes anónimas do governo, revelou que Angela Merkel não pretende ajudar o banco nem interferir no inquérito sobre as “subprimes” a decorrer nos Estados Unidos. O banco incorre numa multa equivalente a 12,5 mil milhões de euros.

Entretanto, o governo rejeitou qualquer especulação em torno da instituição financeira. Já a direção do banco descartou um eventual aumento de capital e garantiu que o Deutsche Bank pretende resolver os problemas sem a ajuda de Berlim.

Mesmo assim, os investidores não se deram por convencidos.

O mercado está preocupado com com a saúde do setor financeiro. A isto junta-se o nervosismo com a aproximação da reunião da OPEP e do debate presidencial nos Estados Unidos. Esta noite tem lugar o primeiro frente a frente entre Hillary Clinton e Donald Trump.