Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Andrzej Wajda: Mestre do cinema polaco morre aos 90 anos

Andrzej Wajda: Mestre do cinema polaco morre aos 90 anos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Andrzej Wajda, o mestre do cinema polaco, morreu aos 90 anos, em Cracóvia. O realizador de “Terra Prometida”; “O Homem de Mármore” e de “O Homem de Ferro”, assim como de várias outras obras que refletem a história turbolenta da Polónia, morreu devido a uma insuficiência pulmonar.

Wajda tornou-se cineasta depois de ter sido rejeitado pelo exército em 1939. Frequentou a reputada escola de cinema de Łódź , depois da segunda guerra mundial. Atingiu o sucesso na carreira depois de vencer o prémio especial do júri no Festival de Cinema de Cannes, em 1957, com o filme Kanał.

Recebeu um Óscar honorário no ano 2000 – um reconhecimento por cinco décadas de obra e de trabalho.
Deu ao mundo uma visão artística da história, da democracia e da liberdade. O Festival de Berlim concedeu-lhe um Urso de Ouro honorário pelo conjunto da sua obra, em 2006. Também recebeu o Prémio da Crítica na vigézima segunda cerimónia dos Prémios do Cinema Europeu, pelo filme “Tatarak”.

O seu último filme, “Powidoki”, é o candidato da Polónia para as nomeações aos Óscares, na categoria de melhor filme estrangeiro. Foi considerado como sendo um símbolo de coragem e de esperança para milhões de pessoas na Europa do pós-guerra. Deixa uma vasta filmografia com mais de 40 filmes, ao longo de uma carreira de 60 anos.