Última hora

Última hora

Alternativas aos combustíveis fósseis apresentadas em Telavive

Alternativas aos combustíveis fósseis apresentadas em Telavive
Tamanho do texto Aa Aa

A qualidade do ar nas áreas urbanas piora, de dia para dia, como indica o mais recente relatório da ONU. Os combustíveis fósseis são uma das principais fontes de poluição atmosférica. Apesar de existirem alternativas, em muitos casos as ideias ficam no papel.

Desenvolvemos um sistema capaz de gerar hidrogénio para um carro elétrico. O sistema baseia-se numa reação química que gera o hidrogénio necessário. Quando a pessoa liga o motor, o hidrogénio é produzido e desencadeia a produção de eletricidade, o que carrega a bateria.

A questão foi recentemente abordada em Telavive, durante uma cimeira dedicada à inovação e às tecnologias não poluentes. Israel ambiciona reduzir em 60% o consumo de petróleo, até 2025.

“Tentamos servir de catalisador para que o mundo inteiro reduza a dependência face ao petróleo. Queremos que Israel seja um centro tecnológico. Temos várias ferramentas e parceiros do mundo inteiro. Juntamos toda a gente e tentamos aprender uns com os outros para que o nosso projeto se concretize, de modo a deixarmos de ser dependentes do petróleo”, anunciou Eyal Rosner, presidente da Fuel Choices Initiative.

Durante a cimeira, investigadores israelitas apresentaram o protótipo de um carro não poluente.

“Desenvolvemos um sistema capaz de gerar hidrogénio para um carro elétrico. O sistema baseia-se numa reação química que gera o hidrogénio necessário. Quando a pessoa liga o motor, o hidrogénio é produzido e desencadeia a produção de eletricidade, o que carrega a bateria. Trata-se de um sistema original porque o hidrogénio é armazenado a alta densidade, ao contrário de outros sistemas que exigem alta pressão e uma densidade energética baixa”, explicou Alex Schechter, diretor do Centro de Energias Híbridas, da Universidade de Ariel, em Israel.

“A quantidade de energia armazenada num quilo desta matéria equivale a 28 quilos de baterias, em termos de densidade energética. Por isso, em vez de termos baterias muito pesadas, podemos usar sal e água, suscitar uma reação e obter a mesma energia. Para isso, é necessário usar uma pilha de combustível”, acrescentou o responsável.

Um protótipo do avião do futuro, um aparelho capaz de transportar pequenos grupos de pessoas foi outro dos destaques da cimeira.

“Queremos criar um novo tipo de transporte e pensamos que deve ser um avião elétrico. Apresentámos o modelo de um avião com capacidade para transportar seis pessoas, voar 1000 quilómetros a 400 quilómetros por hora, a um preço comparável ao de um bilhete de comboio ou ao do uso do automóvel individual”, afirmou Omer Bar Yohay, presidente da empresa Eviation Ltd.

A cimeira israelita dedicada aos transportes não poluentes decorreu entre 2 e 3 de novembro, em Telavive.