Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

"Toni Erdmann": comédia alemã aplaudida em Cannes estreia na Europa

"Toni Erdmann": comédia alemã aplaudida em Cannes estreia na Europa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A comédia alemã “Toni Erdmann” foi uma das obras mais aplaudidas, este ano, no Festival de Cinema de Cannes e era um das favoritas à Palma de Ouro, que acabou por não ganhar.

"Ninguém sabia como iria correr a rodagem, sabia os horários e o texto, conhecíamos os colegas, ensaiámos muito e ninguém sabia o que iria acontecer. É como ter um filho"

As personagens principais são um pai um pouco excêntrico e uma filha obcecada pelo trabalho. A filha vive em Bucareste. O pai decide fazer-lhe uma visita surpresa. Para conceber as personagens, a realizadora Maren Ade inspirou-se em atores que criaram alter egos, como o falecido ator norte-americano Andy Kaufman.

O radicalismo de Andy Kaufman, do ponto de vista dos papéis que ele incarnou inspirou-me muito. Por outro lado, inspirei-me na minha família onde há muito humor. O meu pai tem sentido de humor. Uma vez ofereci-lhe um kit para humoristas, com dentes falsos, e ele usou-o durante muitos anos e continua a usá-lo de vez em quando”, afirmou Maren Ade.

A atriz Sandra Hüller afirma que houve situações inesperadas durante a rodagem.

“Ninguém sabia como iria correr a rodagem, sabia os horários e o texto, conhecíamos os colegas, ensaiámos muito e ninguém sabia o que iria acontecer. É como ter um filho”, disse a atriz alemã.

O ator Peter Simonischek afirma que a realizadora é paciente mas exigente.

“Ela leva-nos até ao limite. Em Cannes falei com a pessoa que fez a legendagem e ela ficou impressionada e disse que nunca tinha trabalhado tanto na vida. Quem trabalha com Maren Ade, tem de estar preparado para fazer um grande esforço”, contou o ator austríaco.

A realizadora alemã venceu em 2009, o grande prémio do júri, no Festival de Cinema de Berlim, pelo filme “Everyone Else”.

A terceira longa-metragem de Maren Ade venceu o prémios da Federação Internacional de Críticos de Cinema, em Cannes e estreia, este verão, em várias salas de cinema europeias.