This content is not available in your region

Segunda vítima de ataque com novitchok deixa hospital

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Segunda vítima de ataque com novitchok deixa hospital

Charlie Rowley, um dos dois britânicos envenenados pelo agente neurotóxico novitchok, teve hoje alta do hospital de Salisbury.

Rowley encontrava-se internado desde 30 de junho. Dawn Sturgess, a outra vítima, morreu no dia oito de julho.

O casal apresentou os mesmos sintomas registados pelo ex-espião russo Serguei Skripal e pela sua filha Yulia a quatro de março, quando foram internados no mesmo hospital.

Skripal e a filha foram hospitalizados em estado crítico, mas sobreviveram e acabaram por ter alta médica depois de várias semanas de internamento.

O laboratório de Ciência e tecnologia de defesa de Porton Down confirmou que a substância que provocou o envenenamento do casal foi o agente novitchok, também utilizado no ataque contra os Skripal.

O chamado caso Skripal provocou uma crise diplomática que se traduziu numa ação coordenada inédita para a expulsão de diplomatas russos de vários países ocidentais, incluindo os Estados Unidos e dois terços dos países membros da União Europeia (UE), a que a Rússia respondeu com a expulsão de diplomatas ocidentais.