Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Manifestação junta milhares contra lei do Estado-Nação em Israel

Manifestação junta milhares contra lei do Estado-Nação em Israel
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas manifestaram-se este sábado em Telavive contra a lei que define Israel como Estado-Nação do povo judeu, a quem reserva o direito à autodeterminação.

A lei é considerada discriminatória para as minorias do país, entre os quais a comunidade drusa, que liderou o protesto. Esta minoria, que é leal a Israel, ganhou mesmo protagonismo social nos últimos anos, com vários representantes a ganharem um papel de destaque na política e entre os militares em Israel.

Um desses exemplos é Amal Assad, um general na reserva do exército israelita e de origem drusa.

"Reunimos aqui todos os cidadãos israelitas para mudar esta lei má para Israel, para o estado israelita, para o povo judeu e para todas as minorias. É uma má lei. Somos todos iguais: judeus, árabes, drusos, todos. Somos irmãos, defendemos este país, vamos construí-lo e continuaremos a viver aqui juntos", afirmou.

Em Israel há cerca de 130 mil drusos, uma comunidade que vive sobretudo na Galileia, no norte do país, fala árabe e professa uma fé derivada de um Islão muito heterodoxo.

Os drusos contestaram já em tribunal a lei anunciada recentemente pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, porque sentem um vinculo especial com o país e cumprem mesmo o serviço militar obrigatório.