Última hora

Última hora

Diplomacia austríaca procura terreno comum com a Rússia

Em leitura:

Diplomacia austríaca procura terreno comum com a Rússia

Diplomacia austríaca procura terreno comum com a Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

Na capital austríaca, Viena, ultimam-se os preparativos para o encontro entre os ministros da defesa e dos negócios estrangeiros da União Europeia.

" Por vezes, Putin recua um centímetro mas exige muito mais da União Europeia em troca"

Hans Rauscher Comentador político, Der Standard

A dominar o encontro está Vladimir Putin, que este mês foi o convidado de honra no casamento da chefe da diplomacia austríaca, Karin Kneissl.

Kneissl representa o Partido da Liberdade, parceiro de coligação do partido do chanceler Sebastian Kurz.

Para um dos principais comentadores políticos austríacos, trata-se de um sinal claro das intenções do governo austríaco, que detém atualmente a presidência europeia.

"Viena está a ensaiar uma certa política de apaziguamento em relação à Rússia. Por vezes, Putin recua um centímetro mas exige muito mais da União Europeia em troca. Tal como o chanceler disse, necessitamos da Rússia para manter a paz na Europa. Isso é uma banalidade", Hans Rauscher, comentador político, Der Standard.

Viena gostaria de ver os parceiros europeus a cooperarem de forma mais estreita com Putin pois a Rússia é essencial para a resolução do conflito na Síria.

O jornalista da euronews, Stefan Grobe, está a acompanhar o encontro em Viena.

"O governo austríaco está a tentar dar espaço à Rússia mas tal não agradou a outros parceiros europeus. Ao mesmo tempo, a Rússia está a tentar obter da Europa financiamento para a reconstrução da Síria o mais rapidamente possível. Isto é impensável para Bruxelas enquanto Assad permanecer no poder".