Última hora

Última hora

Primeira edição do Festival de Cinema de Almaty

Em leitura:

Primeira edição do Festival de Cinema de Almaty

Primeira edição do Festival de Cinema de Almaty
Tamanho do texto Aa Aa

Tapete vermelho em Almaty. O hub cultural cazaque acolhe a primeira edicao do Festival de Cinema, com coproduções do mundo inteiro. A cidade quer tornar-se num ponto de interesse para realizadores e produtores.

O cinema tem uma longa tradição em Almaty, que remonta ao tempo dos sovietes.

"Ayka," de Sergey Dvortsevoy, foi o primeiro filme na mostra. A história de uma mulher da Ásia central que trabalha em Moscovo sem documentos e que abandonou o filho para sobreviver.

Graças ao papel que interpretou em "Ayka," Samal Yeslyamova venceu o galardão para melhor atriz.

"O meu filme encaixa neste festival por é uma coprodução de vários países, Alemanha, Polónia, China, Rússia e Cazaquistão," explicou Dvortsevoy à Euronews.

"E claro que estou entusiasmado com a ideia de atrair a indústria cinematográfica para Almaty."

Natassja Kinski e o produtor francês Pierre Spengler fazem parte do juri. Spengler tornou-se conhecido pela produção de filmes como "Superhomem" e várias entregas dos "Mosqueteiros".

Explicou à Euronews porque tem o Festival de Almaty tem muito potencial:

"Os festivais mais pequenos do que, por exemplo, Cannes ou Berlim, têm a vantagem de serem lugares para estabelecer contactos mais pessoais. E acontece muita coisa. Há oportunidades para coproduções e é essa a vocação do Festival de Almaty."

Encontros e workshops

O Festival de Cinema de Almaty também acolheu vários encontros e workshops. Rob Minkoff, estrela da animação graças a filmes como " O Rei Leão" e "Stuart Little" foi um dos formadores.

Minkoff falou de técnicas e segredos, mas também da importância da versatilidade na criação, que nos deixa abertos a diferentes géneros.

"A grande diferença é que, no caso da animação, é preciso trabalhar com cada artista de cada vez. Num filme de ação, por outro lado, é preciso ter o grupo inteiro junto, é como ser um maestro numa orquestra. Em animção, há mais solos," explicou.

O Festival de Almaty procura assim atrair o maior número possível de produtores internacionais. Akan Satayev, diretor do evento, é também realizador.

"O importante é que um filme tenha uma grande história. Tem de ser uma história que seja também universal, internacional, compreendida por todos em todo o mundo. O flme deve ter uma narrativa que possa ser assimilada em todos os lugares," disse à Euronews.

Satayev realizou "Businessmen," uma história passada durante a crise económica do Cazaquistão dos anos 90. Três amigos lutam para fazer o negócio crescer, dispostos a todo o tipo de sacrifícios.

"Businessmen" fechou a primeira edição do Festival de Cinema de Almaty.

Mais sobre cinema