Última hora

Última hora

Sylvester Stallone no Festival de Cinema de El Gouna

Em leitura:

Sylvester Stallone no Festival de Cinema de El Gouna

Sylvester Stallone no Festival de Cinema de El Gouna
Tamanho do texto Aa Aa

Chegou ao fim a segunda edição do Festival de El Gouna, depois de nove dias de exibições, painéis de discussão e seminários. O filme egípcio "Yomeddine", que significa dia do Juízo Final em árabe, foi considerado a melhor Narrativa Árabe e ainda levou para casa o prémio Cinema para a Humanidade.

O realizador Abu Bakr Shawky e a produtora Dina Emam - casados na vida e no cinema - abordaram o tema da lepra no grande ecrã e conseguiram chegar ao prestigiado festival de Cannes.

"Conseguir dois prémios é uma grande honra para nós. Tentámos fazer passar uma mensagem humanitária no nosso filme, falámos sobre julgar as pessoas com base no seu caráter e não no seu aspeto”, disse o realizador.

O Prémio de Melhor Longa-Metragem foi atribuído ao filme "A Land Imagined", de Siew Hua Yeo. E o de melhor documentário árabe foi para o realizador sírio Talal Derki pelo filme: "Of Fathers and Sons".

"Estava preocupado com a reação do público árabe porque trata assuntos muito sensíveis, como a autoridade do pai, a ausência das mulheres, a jihad, a religião e grandes questões deste género", explicou Talal Derki.

O festival também atraiu muitas celebridades de Hollywood, como Sylvester Stallone: "Vou fazer o Rambo 5, que é a última aventura, vou para a Bulgária agora... Fundei também uma produtora... vou andar à procura de jovens cineastas e vou ser uma espécie de mentor nos bastidores." Um objetivo que combina com o espírito do festival de El Gouna que pretende inspirar para fazer a diferença através do cinema.

Mais sobre Cult