Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Economia britânica balança entre o otimismo e o pessimismo

Economia britânica balança entre o otimismo e o pessimismo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A economia britânica estagnou em agosto, contrariando o aumento de 0,1% previsto. A subida da produção industrial foi anulada pela contração nos setores da construção e da agricultura.

Mas no trimestre entre junho e agosto o PIB britânico cresceu 0,7%, ultrapassando ligeiramente as expectativas. As altas temperaturas do verão e o Mundial de futebol incentivaram o consumo de bebidas e as visitas a bares e restaurantes, assim como a construção de casas.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) já avisou sobre as consequências de um Brexit sem acordo para o Reino Unido e para a União Europeia. O crescimento da economia britânica foi revisto em baixa pelo FMI para 1,1% neste ano.

O Governo de Theresa May já disse que vai fazer tudo o que está ao seu alcance para que a City continue a ser um importante centro financeiro, mas cerca de 5 mil postos de trabalho na área financeira já terão sido deslocados para a Europa continental, quando o Reino Unido sair da União Europeia.

O presidente da Federação das Indústrias Alemãs, Joachim Lang, prevê um desastre: "A Europa deve evitar o pior cenário. A separação do Reino Unido da União Europeia sem um acordo quanto à saída e à transição e sem clarificar as futuras relações é uma situação preocupante, a poucos dias da cimeira crucial da União. Seria um desastre se isso acontecesse a 29 de março".