Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

UE analisará mudança da hora em 2021

UE analisará mudança da hora em 2021
Tamanho do texto Aa Aa

O governo de Portugal está contra abandonar a prática de mudar a hora duas vezes por ano e poderá vir a ter mais tempo para convencer outros parceiros da União Europeia.

Atualmente, a poupança obtida com a mudança da hora é mínima e continua a diminuir

Violeta Bulc Comissária europeia para os Transportes

A decisão final deverá ser tomada em 2021 e não em 2019, como propôs a Comissão Europeia.

Os ministros dos Transportes dos 28 países discutiram o tema, segunda-feira, na Áustria, sendo um dos tópicos centrais o da poupança energética.

A comissária europeia com esta pasta, Violeta Bulc, realçou que "atualmente, a poupança obtida com a mudança da hora é mínima e continua a diminuir. As estimativas variam, mas estudos recentes mostram que essas poupanças andam na ordem dos 0,1 a 0,2% do consumo anual de eletricidade".

Os países terão de escolher entre manter para sempre o horário de verão ou o de inverno.

"Na Estónia, existe o consenso de que devemos deixar de mudar o horário duas vezes por ano. Contudo, uma parte quer ficar com o fuso horário de Inverno e outra parte defende mudar para o horário de verão. Antevejo um debate acalorado na Estónia", disse Kadri Simson, ministra dos Assuntos Económicos e Infraestruturas deste país.

Mas mesmo que cada país faça a sua escolha, é preciso que haja alguma harmonia entre países vizinhos.

"Temos, por exemplo, 200 mil estrangeiros que vêm todos os dias dos países vizinhos para trabalhar no Luxemburgo, nomeadamente da Bélgica, Alemanha e França. Precisamos de ter uma posição comum, um quadro comum para a Europa", afirmou François Bausch. ministro dos Transportes do Luxemburgo.

Se não puder continuar a mudar a hora, Portugal deverá optar por ficar sempre no horário de verão, segundo um estudo do Observatório Astronómico de Lisboa.