Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Merkel recebida com protestos em Chemnitz

Merkel recebida com protestos em Chemnitz
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 400 pessoas participaram em um protesto, em Chemnitz, contra Angela Merkel, durante uma visita da chanceler alemã à cidade. Merkel viajou até Chemnitz, que foi palco de violentos protestos da extrema-direita há três meses, na sexta-feira para se reunir com moradores e autoridades locais. Num encontro, nos Paços do Concelho, Merkel pediu uma tomada de posição contra o ódio e contra os críticos da cobertura dos protestos pelos "média", que alguns sentiram como dando má imagem da cidade:

"Aqueles que não têm nada a ver com os organizadores dos protestos, estão no lado oposto, estão tão enojados quanto os jornalistas que relataram a situação. Não podemos, simplesmente, dizer que os jornalistas fizeram Chemnitz ficar mal. Temos de dizer que também somos Chemnitz e que também queremos levantar as nossas vozes". afirmou a chanceler.

As manifestações de agosto foram desencadeadas pelo assassinato de um habitante local e pelo qual as autoridades, e parte da população, responsabilizam os migrantes. A questão trouxe a lume as divisões claras no país, e mesmo no seio da CDU de Merkel que vai abandonar a liderança do partido.