A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Crescimento da população mundial obriga a construir casas sustentáveis

Crescimento da população mundial obriga a construir casas sustentáveis
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Com o crescimento da população mundial será necessários construir mais casas. Como fazê-lo de forma sustentável e com que materiais? A euronews falou com Mette Ramsgaard Thomsen, especialista em novas tendências da arquitetura.

"O que é interessante em relação à arquitetura e à construção é o facto de ser algo que diz respeito a toda a gente. Toda a gente vive em casas e tem uma relação com a construção. Toda a gente sabe que há construções mais desejáveis e outras menos, que há prédios com melhores condições de vida e outros com piores condições. Toda a gente percebe que a ideia de construir em massa como nos anos 70 e 80 tem de mudar. A nossa questão não é tanto social. Trata-se de saber o que vamos construir e com que materiais", afirmou a arquiteta dinamarquesa.

"Vejamos o caso do betão. Trata-se de uma material criticado e adorado ao mesmo tempo. Muitas pessoas gostam do betão porque ele permite construir edifícios de grandes dimensões e permite-nos conceber as cidades de um modo muito diferente. Por outro lado, o betão é visto como um material para construir habitação social. A questão é repensar o betão numa perspetiva sustentável e que permita novas formas de expressão e de pensamento sobre a construção", acrescentou Mette Ramsgaard Thomsen, arquiteta do Centro de Tecnologias da Informação e Arquitetura da Academia Real de Belas Artes da Dinamarca.