Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": Grécia, emissões de gases, fundos da UE, Ucrânia

"Breves de Bruxelas": Grécia, emissões de gases, fundos da UE, Ucrânia
Tamanho do texto Aa Aa

Condições "desumanas e degradantes" nalguns campos de refugiados na Grécia foi o que encontraram os membros da Comissão para a Prevenção da Tortura (CPT), pertencente ao Conselho da Europa.

O relatório sobre a missão, que teve lugar em abril de 2018, foi apresentado esta terça-feira e a euronews falou com o presidente da CPT, Mykola Gnatovskyy, e o ministro grego para a Migração, Dimitris Vitsas.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • O Parlamento Europeu e os 28 governos da União Europeia chegaran a acordo, terça-feira, para reduzir as emissões de dióxido de carbono libertadas por veículos pesados, que deverão baixar 30 por cento, até 2030. Os veículos pesados, nomeadamente os camiões de transporte de mercadorias, contribuem para cerca de um quarto das emissões poluentes no espaço comunitário.
  • "STOP à fraude e ao abuso com fundos da União Europeia" é o título de uma iniciativa de cidadania europeia, apresentada, terça-feira, em Bruxelas. O objetivo é reunir um milhão de assinaturas para pressionar a Comissão Europeia a ter meios de controlo mais severos sobre quem recebe verbas do orçamento comunitário.
  • O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, iniciou uma visita de três dias à Ucrânia, no momento em o país assinala o quinto aniversário da revolução. Tusk acompanhou o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, numa cerimónia em honra das vítimas da praça Maidan, movimento popular que levou à queda do ex-presidente Viktor Yanukovich, próximo do regime russo.