Última hora
This content is not available in your region

Antigo presidente da Volkswagen enfrenta até 10 anos de prisão

euronews_icons_loading
Antigo presidente da Volkswagen enfrenta até 10 anos de prisão
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades alemãs vão mesmo avançar contra o antigo homem-forte da Volkswagen. A procuradoria da cidade de Braunschweig acusou formalmente o ex-presidente executivo do grupo de fraude agravada, abuso de confiança e violação das leis contra a concorrência desleal.

Segundo os autos deste capítulo do chamado dieselgate, Martin Winterkorn terá aprovado o mecanismo que permitia falsear os resultados dos testes de emissões de poluentes. Estavam em causa 11 milhões de veículos.

REUTERS/Fabian Bimmer/File Photo

Há 4 outros altos responsáveis do grupo também indiciados, mas a sua identidade ainda não foi revelada. Calcula-se que todo este escândalo tenha feito perder à Volkswagen quase 30 mil milhões de euros. Winterkorn enfrenta até 10 anos de prisão.