A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Crescimento da economia alemã revisto em baixa

Crescimento da economia alemã revisto em baixa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha voltou a rever em baixa as previsões de crescimento para 2019, um sinal de alarme para o governo de Angela Merkel. A chanceler apela aos parceiros económicos para deixarem de se repousar nos resultados dos anos dourados da última década.

O ministro da economia, Peter Altmaier, desdramatiza embora reconheça que é preciso estimular o crescimento: "Esperamos um crescimento económico lento, mas sólido. Estamos convencidos de que esse crescimento continuará este ano, mas não é suficiente para refletir as necessidades de uma economia moderna e eficiente. Devemos, portanto, falar sobre a forma como podemos estimular e reforçar esse crescimento, para além do nível normal ".

A economia alemão foi afetada pela seca de 2018 que atingiu o se tor estratégico da química, e pelas novas normas europeias anti-poluição que recairam sobre o setor automóvel.