Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

António Zambujo: "Mon Laferte enquadrava-se perfeitamente na canção"

António Zambujo falou com a Euronews nos bastidores da Ópera de Lyon
António Zambujo falou com a Euronews nos bastidores da Ópera de Lyon
Tamanho do texto Aa Aa

António Zambujo inicia esta quinta-feira uma digressão pela América Latina. Depois de já ter deixado marca no Brasil, onde regressa uma vez mais, o músico português estreia-se agora em Santiago do Chile e tem ainda escalas na Argentina e na Colômbia.

Santiago do Chile —-> Buenos Aires —-> Rio de Janeiro —-> São Paulo —-> Bogotá • Bilhetes já disponíveis, sabe mais...

Publiée par António Zambujo sur Dimanche 26 mai 2019

Na bagagem, Zambujo leva o álbum "Do Avesso", onde incluiu uma colaboração com a premiada chilena Mon Laferte.

"É uma grande cantora, essencialmente. Gostei muito da voz dela e achei que se enquadrava perfeitamente na canção", disse-nos o músico alentejano, referindo-se a "Madera de Deriva."

O tema cantado a meias com a vencedora de um Grammy latino em 2018 foi escrito pelo uruguaio Jorge Drexler e vai ter em breve o devido videoclipe, aproveitando a passagem por Portugal de Mon Laferte durante uma digressão europeia.

Em "Madera de Deriva", Zambujo surge em dueto a cantar em espanhol, mas esta não foi a primeira vez que o alentejano se arriscou no idioma de Cervantes.

"Sempre gostei muito das línguas latinas, principalmente do português e do espanhol. Já tinha gravado em francês também, uma música do Serge Gainsbourg. Gosto muito do italiano. Apesar de ainda não ter gravado, já cantei alguns clássicos italianos entre amigos. Gosto de explorar a sonoridade de outras línguas e acho que as nossas são fantásticas para serem cantadas. São muito musicais", enalteceu.

António Zambujo passou a 23 de maio pelo palco principal da Ópera de Lyon, atuou perante uma plateia cheia e na larga maioria francesa. Acabou ovacionado de pé!

O autor de "Pica do 7" considera que "a música tem uma linguagem universal". "Apesar de não entenderem muitas vezes os poemas, as pessoas reagem muito bem e gostam daquilo que apresentamos. Até agora tem sido assim e espero que se mantenha", desejou.

António Zambujo nasceu em Beja, cresceu com o Cante Alentejano e arriscou no Fado, dois géneros da música tradicional portuguesa hoje em dia reconhecidos pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade.

O alentejano tem andado pelo mundo a absorver influências e a experimentar novas sonoridades. Assume particular admiração pelos ritmos brasileiros, mas mantém a música portuguesa como base do respetivo repertório.

Este ano, a reboque do Festival de Fado e com o álbum "Do Avesso" na bagagem, o alentejano vai levar a sua música também aos palcos do Chile, da Argentina e da Colômbia.

Digressão de António Azambujo:

30 May 2019: Santiago do Chile, Chile (Festival de Fado)

01 Jun 2019: Buenos Aires, Argentina (Festival Fado)

08 Jun 2019: Rio de Janeiro, Brasil (Festival de Fado)

10 Jun 2019: São Paulo, Brasil (Festival de Fado)

14 Jun 2019: Bogotá, Colômbia (Festival de Fado)

21 Jun 2019: Madrid, Spain (Festival del Fado)

06 Jul 2019: Albufeira, Portugal

22 Jul 2019: Cartagena, Spain

28 Jul 2019: Cantanhede, Portugal

30 Aug 2019: Funchal, Madeira, Portugal (com Ana Moura)

19 Oct 2019: Póvoa de Varzim, Portugal