A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

António Zambujo: "Mon Laferte enquadrava-se perfeitamente na canção"

António Zambujo falou com a Euronews nos bastidores da Ópera de Lyon
António Zambujo falou com a Euronews nos bastidores da Ópera de Lyon
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

António Zambujo inicia esta quinta-feira uma digressão pela América Latina. Depois de já ter deixado marca no Brasil, onde regressa uma vez mais, o músico português estreia-se agora em Santiago do Chile e tem ainda escalas na Argentina e na Colômbia.

Santiago do Chile —-> Buenos Aires —-> Rio de Janeiro —-> São Paulo —-> Bogotá • Bilhetes já disponíveis, sabe mais...

Publiée par António Zambujo sur Dimanche 26 mai 2019

Na bagagem, Zambujo leva o álbum "Do Avesso", onde incluiu uma colaboração com a premiada chilena Mon Laferte.

"É uma grande cantora, essencialmente. Gostei muito da voz dela e achei que se enquadrava perfeitamente na canção", disse-nos o músico alentejano, referindo-se a "Madera de Deriva."

O tema cantado a meias com a vencedora de um Grammy latino em 2018 foi escrito pelo uruguaio Jorge Drexler e vai ter em breve o devido videoclipe, aproveitando a passagem por Portugal de Mon Laferte durante uma digressão europeia.

Em "Madera de Deriva", Zambujo surge em dueto a cantar em espanhol, mas esta não foi a primeira vez que o alentejano se arriscou no idioma de Cervantes.

"Sempre gostei muito das línguas latinas, principalmente do português e do espanhol. Já tinha gravado em francês também, uma música do Serge Gainsbourg. Gosto muito do italiano. Apesar de ainda não ter gravado, já cantei alguns clássicos italianos entre amigos. Gosto de explorar a sonoridade de outras línguas e acho que as nossas são fantásticas para serem cantadas. São muito musicais", enalteceu.

António Zambujo passou a 23 de maio pelo palco principal da Ópera de Lyon, atuou perante uma plateia cheia e na larga maioria francesa. Acabou ovacionado de pé!

O autor de "Pica do 7" considera que "a música tem uma linguagem universal". "Apesar de não entenderem muitas vezes os poemas, as pessoas reagem muito bem e gostam daquilo que apresentamos. Até agora tem sido assim e espero que se mantenha", desejou.

António Zambujo nasceu em Beja, cresceu com o Cante Alentejano e arriscou no Fado, dois géneros da música tradicional portuguesa hoje em dia reconhecidos pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade.

O alentejano tem andado pelo mundo a absorver influências e a experimentar novas sonoridades. Assume particular admiração pelos ritmos brasileiros, mas mantém a música portuguesa como base do respetivo repertório.

Este ano, a reboque do Festival de Fado e com o álbum "Do Avesso" na bagagem, o alentejano vai levar a sua música também aos palcos do Chile, da Argentina e da Colômbia.

Digressão de António Azambujo:

30 May 2019: Santiago do Chile, Chile (Festival de Fado)

01 Jun 2019: Buenos Aires, Argentina (Festival Fado)

08 Jun 2019: Rio de Janeiro, Brasil (Festival de Fado)

10 Jun 2019: São Paulo, Brasil (Festival de Fado)

14 Jun 2019: Bogotá, Colômbia (Festival de Fado)

21 Jun 2019: Madrid, Spain (Festival del Fado)

06 Jul 2019: Albufeira, Portugal

22 Jul 2019: Cartagena, Spain

28 Jul 2019: Cantanhede, Portugal

30 Aug 2019: Funchal, Madeira, Portugal (com Ana Moura)

19 Oct 2019: Póvoa de Varzim, Portugal