Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

A unidade europeia já se exprimia na arte dos séculos XVI e XVII

A unidade europeia já se exprimia na arte dos séculos XVI e XVII
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Como parte das comemorações do bicentenário, o Museu do Prado, em Madrid, apresenta "Velázquez, Rembrandt, Vermeer: Visões Paralelas", uma exposição que compara as pinturas de Espanha e da Holanda no fim do século XVI e início de XVII. Estes quadros mostram que já nesta altura havia alguma unidade na Europa, pelo menos no campo da arte: "Uma das formas de percebermos a comunidade cultural é entendermos a Europa como uma rede através da qual fluem informação e influências, de forma multidirecional. No campo artístico, flui mais a partir de Itália, mas na verdade a informação circula em várias direções", explica o curador da exposição, Alejandro Vergara.

Se as escolas espanhola e holandesa sempre foram vistas como distinto, a exposição, com estas 72 obras, quer mostrar que há, afinal, muitas pontes: "Durante 200 anos, disseram-nos que a pintura de cada lugar é a expressão da essência desse mesmo sítio e das diferenças em relação ao resto. Na verdade, é o contrário: a pintura é uma expressão da unidade da cultura europeia", diz Vergara.

A exposição abriu esta terça-feira e pode ser vista no Museu do Prado até ao final de setembro.