Última hora

Havana ao sabor da música

Havana ao sabor da música
Tamanho do texto Aa Aa

Havana é eternamente bela. Única, intensa. E mesmo a celebrar o quinto centeário, mantém o poder de sedução intacto.

Este ano, a capital cubana reinventa-se para celebrar 500 anos de história e olhar para o futuro. Meio milénio de miscigenação. Uma mistura de culturas, etnias e religiões que deixou uma marca sublime no povo e na arte do país. Uma cidade cosmopolita e cultural que não pode ser entendida sem a sua arte.

O Gran Teatro tem o nome de Alicia Alonso, primeira bailarina e fundadora do prestigiado Ballet Nacional que levou a dança cubana ao mundo e onde Alberto Méndez é coreógrafo. 0

"Aqui os teatros, quando há ballet estão cheios. O ballet tem uma procura muito grande por parte do público, porque há muitos anos que apresentamos estreias e novos bailarinos. Os bailarinos mudam completamente ... Estamos nesta nova fase há cerca de 60 anos", conta.

Das tábuas do Ballet Nacional de Cuba têm saído bailarinos de renome.

Havana é também uma oportunidade ne nos perdermos pelas avenidas arborizadas, pelo Malécon, as ruas estreitas e as praças vibrantes ao som da música.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.