Última hora
This content is not available in your region

Uma mão amputada numa animação de sucesso

euronews_icons_loading
Uma mão amputada numa animação de sucesso
Tamanho do texto Aa Aa

Uma mão amputada escapa de um laboratório com um único objetivo: encontrar o resto do seu corpo. Está dado o mote para o filme de animação francês "J'ai Perdu Mon Corps", baseado num livro escrito por Guillaume Laurent, o argumentista da multigalardoada longa-metragem "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain".

O filme realizado por Jérémy Clapin teve dificuldades para encontrar financiamento, mas está a tornar-se num fenómeno de sucesso.

Jérémy Clapin, realizador: "Desde o início, pensei num filme para adultos, não queria uma escrita infantil, o que se traduz numa linguagem gráfica distinta. É preciso sair desses códigos infantis, que vemos nas séries dirigidas a crianças. Queria arrancar com algo em bruto. É verdade que é uma personagem difícil de entender, esta mão cortada, e ninguém acreditava que uma personagem destas conseguiria agarrar os espetadores à história."

Marc du Pontavice, produtor: "Demorámos vários anos para o financiar, foi muito complicado. Quando não arranjamos o dinheiro, mas temos a convicção de que temos em mão um grande filme, seguimos em frente. A certa altura, faltava metade do orçamento, mas o estúdio Xilam pôs o dinheiro na mesa, porque queriamos ir até ao fim e não ficar a meio do caminho."

O filme recebeu o Grande Prémio da Semana da Crítica no Festival de Cannes, foi também recompensado no Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy, e é um sério candidato aos Prémios do Cinema Europeu e ao Óscar para o melhor filme de animação.

Depois de ter feito uma digressão de sucesso por vários festivais na Europa e nos Estados Unidos, o filme acaba de estrear nos grandes ecrãs em França e será distribuído a nível mundial pela Netflix a partir do fim do mês.