Última hora

"E o Prémio de Melhor Filme Europeu vai para..."

"E o Prémio de Melhor Filme Europeu vai para..."
Tamanho do texto Aa Aa

Em 1988, quando o Muro de Berlim ainda não tinha caído, um grupo de realizadores juntou-se para defender o cinema independente feito na Europa. Ingmar Bergman, Federico Fellini, Richard Attenborough, Manoel de Oliveira, Eric Rohmer, Théo Angelopoulos, Claude Chabrol e Bernardo Bertolucci.

E nesse ano nasceram os Prémios do Cinema Europeu. A trigésima primeira edição regressa à capital alemã.

Entre os principais concorrentes ao prémio de melhor filme:

  • “A Favorita

A produção britânica realizada pelo grego Yorgos Lanthimos conta com um elenco de luxo. Rachel Weisz, Emma Stone e Olivia Colman, como Rainha Ana de Inglaterra, papel que lhe valeu, este ano, o Oscar de Melhor Atriz. Um drama histórico sobre os jogos de poder entre duas mulheres que querem ser a favorito da rainha.

  • “O Traidor"

A história do primeiro mafioso a quebrar a lei do silêncio da Cosa Nostra, denunciando os cúmplices na década de 1980. “O Traidor “é candidato a quatro categorias, incluindo a de Melhor Filme e a de Melhor Realizador para Marco Bellocchio, considerado como um dos últimos mestres do cinema italiano. Nomeado para o prémio de Melhor Ator está Pierfrancesco Favino, que dá vida a Tommaso Buschetta.

  • J'accuse”

A França de 1900 e o Caso Dreyfus que dividiu o país por causa da questão do anti-semitismo. J'accuse” também é um dos favoritos mas o filme deverá ser penalizado por causa da polémica à volta do realizador. Roman Polanski é acusado de violar uma jovem de treze anos nos 70 e enfrenta, neste momento, novas acusações de agressão sexual. Jean Dujardin, que recebeu um Oscar de Melhor Ator no filme “O Artista”, é também um dos favoritos em Berlim.

  • “Dor e Glória”

“Dor e Glória”, de Pedro Almodóvar, é um sério candidato a vários prémios, incluindo o de Melhor Filme e _Melhor Realizador._Antonio Banderas já venceu em Cannes, e também em Berlim é um dos favoritos com o papel que é uma espécie de alter- ego de Almodóvar. O filme relembra a infância, a mãe, os vícios e o sucesso do realizador espanhol.

  • “System Crasher”

É um dos outsiders, o único filme dirigido por uma mulher em competição para Melhor Filme. A realizadora Nora Fingscheidt ainda não é conhecida fora da Alemanha, mas tudo indica que será em breve. "System Crasher" é um retrato de Benni, uma criança de nove anos abandonada pela mãe que tem súbitas explosões de violência. Um filme intenso graças à muito elogiada prestação Elena Zengel, nomeada para o prémio de Melhor Atriz.

  • Os "Miseráveis"

Foi uma das revelações do Festival de Cinema de Cannes e vai representar França no Óscar de Melhor Filme Estrangeiro.“Os Miseráveis” leva-nos até os bairros sociais dos subúrbios de Paris, 150 anos depois do livro de Victor Hugo. O filme de Ladj Ly acompanha o trabalho de uma equipa de polícias e mostra a realidade da periferia francesa.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.