Última hora
This content is not available in your region

Europa não deve "delegar" apoio aos refugiados, diz Grandi

euronews_icons_loading
Europa não deve "delegar" apoio aos refugiados, diz Grandi
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O Alto Comissário da ONU para os Refugiados, Filippo Grandi, visitou, em novembro passado, a ilha grega de Lesbos e ficou chocado com a crise humanitária nos campos de refugiados, principalmente com a situação das crianças. O Parlamento Europeu debaterá esse assunto, quarta-feira, e Grandi espera maior pressão sobre o governo grego.

"O que ouvi do primeiro-ministro foi um plano muito bom. É um plano para transferir primeiro as crianças, depois várias pessoas, das ilhas para o continente. Mas agora é preciso passar do plano para a ação. O governo grego deve mostrar liderança nesse processo", disse Filippo Grandi, em entrevista à euronews, depois do encontro que teve com David Sassoli, presidente do Parlamento Europeu, na segunda-feira, em Bruxelas.

A Comissão Europeia deverá apresentar o novo Pacto para Migração e Asilo no início da primavera. Grandi reuniu-se com a presidente, Ursula von der Leyen, e salientou que tão importante quanto dar mais dinheiro é que a União abra suas portas a mais pessoas que fogem da guerra e da perseguição.

"A Europa deve continuar a defender os princípios da proteção aos refugiados e não pode delegá-los noutros países. A Europa também é responsável, conosco, por ajudar os países a cumprirem sua parte da responsabilidade", acrescentou.

Os compromissos concretos do plano a nível financeiro estão dependentes da aprovação do próximo orçamento plurianual da União Europeia, para o período de 2021-2027.