Última hora
This content is not available in your region

Novos diretores apresentam seleção da Berlinale 2020

euronews_icons_loading
Novos diretores apresentam seleção da Berlinale 2020
Direitos de autor
eone Germany / Paramount
Tamanho do texto Aa Aa

Está aberta uma nova era no festival de cinema de Berlim: a holandesa Mariette Rissenbeek e o italiano Carlo Chatrian são os novos diretores da Berlinale, depois de Dieter Kosslick ter estado à frente do eventyo ao longo dos últimos 20 anos.

Jeremy Irons vai presidir ao júri da próxima edição, que abre a 20 de fevereiro.

"Não é só um programa de filmes, é um trabalho coletivo que, a cada ano, junta o público", diz Rissenbeek.

Ao contrário de Cannes ou Veneza, Berlim é um festival acessível ao público e centrado no cinema de autor. Mas as estrelas não deixam de estar presentes. Salma Hayek ou Willem Defoe são alguns dos nomes que marcam presença este ano.

Carlo Chatrian fez questão de salientar a quantidade de filmes a concurso recebidos: "Esta conferência de imprensa é o fim de uma grande viagem que nos pôs em contacto com mais de 6800 filmes de todo o mundo", disse.

De todos esses, foram selecionados 18 filmes em competição.

Um dos mais aguardados é "Berlin Alexanderplatz", do germano-afegão Burhan Qurbani. É a terceira adaptação da obra de Alfred Döblin, considerada uma das mais importantes da literatura alemã, desta vez passada nos nossos dias, depois de uma primeira versão cinematográfica dos anos 30 e da série de televisão do mestre Rainer-Werner Fassbinder, de 1980.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.