Última hora
This content is not available in your region

Conflito salarial nos hospitais britânicos

euronews_icons_loading
Conflito salarial nos hospitais britânicos
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

À medida que a pandemia atinge mais regiões do Reino Unido, os sindicatos britânicos alertam para o risco do Sistema de Saúde ter de lidar com falta de pessoal de limpeza por causa dos salários e das condições precárias.

Helen O’Connor do sindicato GMB lembra que sem a alimentação, o saneamento e a logística, a situação torna-se insegura para os doentes. “Muitos destes funcionários não têm acesso ao vestuário adequado para se protegerem desta pandemia".

No meio do bloqueio sanitário, o Lewisham Hospital, um dos principais hospitais de Londres, está agora no centro de um conflito salariar. Os funcionários da limpeza dizem que a ISS, a empresa privada contratada para garantir o serviço não está a cumprir o pagamento dos salários.

Um dos funcionários disse à Euronews que se a questão não for resolvida não vão ter alternativa e vão parar de trabalhar apesar da pandemia que atinge a capital britânica.

Um porta-voz da ISS garantiu que a empresa valoriza o trabalho dos colaboradores. Admitiu que um pequeno número de funcionários tem problemas com o salário mas revelou que a falha está a ser resolvida.

Neste momento de emergência, o Serviço Nacional de Saúde britânico precisa de toda a força de trabalho para manter os hospitais operacionais. Os sindicatos lembram que há pouco espaço para erros e que é preciso garantir que quem está na linha de frente é pago de forma correta e é protegido.