Última hora
This content is not available in your region

Bolívia escolhe presidente

euronews_icons_loading
Bolívia escolhe presidente
Direitos de autor  Martin Mejia/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de sete milhões de bolivianos foram chamados às urnas este domingo para escolher um novo presidente e tentar colocar um ponto final à crise política que se instalou no país após as eleições de 2019, que acabaram por ser anuladas e culminaram com a demissão de Evo Morales após treze anos no poder. Após dois adiamentos provocados pela pandemia, à terceira é de vez.

Na corrida estão cinco homens mas de acordo com as últimas sondagens, a discussão deverá ser entre Luis Arce, que por duas vezes foi ministro da Economia no governo de Morales.

E Carlos Mesa, que já foi ele próprio chefe de Estado do país entre 2003 e 2005. Em caso de necessidade, a segunda volta está prevista para 29 de novembro.

A grande incógnita passa por saber se estas eleições conseguem colocar um ponto final à crise política e social em que o país está mergulhado ou se irão contribuir para um agravamento da situação.