Última hora
This content is not available in your region

Xavier de Maistre e Rolando Villazón levam "Serenata Latina" aos palcos

euronews_icons_loading
Xavier de Maistre e Rolando Villazón levam "Serenata Latina" aos palcos
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O virtuoso da harpa francesa Xavier de Maistre e o lendário tenor mexicano Rolando Villazón estiveram em perfeita harmonia no Festival Lausitz, enquadrados pelo paraíso romântico do Parque Muskauer, na fronteira germano-polaca.

No âmbito do lançamento do álbum "Serenata Latina" e de uma digressão até ao final do ano, os dois artistas juntaram-se para explorar o universo rico de canções da América Latina de uma forma única e íntima, porque como diz o tenor mexicano, "a música da América Latina não é apenas "'la Cucaracha".

Para os músicos, a opção de integrar a harpa foi ao encontro do conceito artístico. Xavier de Maistre conta que "a harpa tem um papel importante na música popular, seja no Chile, na Argentina ou na Venezuela".

O programa mistura canções populares tradicionais com canções de arte, originalmente compostas para voz e piano, por compositores icónicos como Alberto Ginastera.

"O objetivo era encontrar melodias onde a harpa soasse talvez até melhor do que o piano", explica Xavier Maistre.

Depois de muita investigação e ensaios, os músicos chegaram a um repertório que os toca particularmente.

"É maravilhoso cantar na minha língua materna. Há uma outra musicalidade, uma maior interação com a língua, com a letra, e as cores são mais ricas", revela Rollando Villazón, logo corroborado pelo harpista.

"É uma música que nos toca. É verdade que por vezes é muito lúdica e que naturalmente nos dá vontade de dançar. E depois, por vezes, tem momentos que nos fazem vir as lágrimas aos olhos".

As melodias latino-americanas são, de acordo com Villazón um espelho da sociedade. "Existe uma certa melancolia. Há uma tristeza. Há nostalgia. O continente latinoa-mericano está a sofrer, mas continua a dançar, continua a rir, continua a procurar a alegria de viver".